Essa é a razão pela qual nós não gostamos de selfies

Não gostamos mas fazemos selfies; mas a contemplação vem sempre em primeiro lugar
Não gostamos mas fazemos selfies; mas a contemplação vem sempre antes

O nome dessa simpática senhora com a gente na foto é Gisela. Ela é uma alemã de mais de 70 anos que conhecemos ontem no nosso hostel, durante um momento de folga que tivemos aqui em San Pedro de Atacama. Na véspera, fizemos um passeio astronômico até bem tarde. Ontem à tarde, fomos para a Laguna Cejar. Entre uma coisa e outra, aproveitamos para descansar (acho que foi nosso primeiro momento de descanso em semanas com a correria da mudança, Guaca precisando ser operada, malas precisando de regime, pendências burocráticas etc).

Conversando com a Gisela ontem, minutos antes de ela voltar para Santiago e de lá para o sul da Alemanha, onde vive, nos ocorreu algo que sempre esteve claro mas que ela traduziu em palavras. Essa mulher, que provavelmente já visitou mais países do que eu posso sonhar em conhecer, inclusive o Brasil, tem notado como as pessoas perdem tempo precioso e experiências ao ficar fazendo selfies quando viajam.

Nós fazemos selfies. Várias, aliás. E continuaremos fazendo. Mas nunca deixamos de contemplar os lugares pelos quais passamos, as sensações, os cheiros, os sons, a conversa com as outras pessoas… Ontem, na Laguna Cejar, enquanto casais se fotografavam em meio a uma gritaria barulhenta, nos sentamos em um cantinho e ficamos sentindo, em silêncio, o vento forte no nosso rosto. Essas sensações não aparecem em fotos. Por isso viajar é tão saboroso e tão intraduzível em palavras. Ou em fotos.

Ao visitar as lagunas altiplânicas, passamos por algo assim, também. Estávamos com outros três casais. A cada segundo eles paravam para fazer uma selfie. E não entenderam quando dissemos que não queríamos uma… Para nós era mais importante curtir aquilo tudo, que provavelmente, agora que nos mudaremos para o outro extremo do país, não voltaremos a ver. Para as fotos e os vídeos sempre haverá tempo. Mas ele nunca virá às custas de deixar de olhar e gravar na nossa memória as sensações que temos viajando.

Uma vez escrevi no meu blog que “viagens não são apenas sinônimo de férias e diversão – são a única forma de conhecer profundamente idiomas, culturas, sociedades, pessoas”. Mas não funciona se tudo que você faz é ficar atrás de uma tela de celular fazendo selfies! Lembrei também que escrevi em outra ocasião que viagens sem internet são totalmente possíveis! Ontem a Gisela nos lembrou dos cartões postais que nunca chegavam ou de quando ficava semanas sem contato com a família porque telefonar de fora do país era muito caro!

Anúncios

Um comentário sobre “Essa é a razão pela qual nós não gostamos de selfies

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s